Blog do André


O que você faria se ganhasse um milhão de reais agora? Como seria a sua vida se você pudesse viver apenas dos rendimentos dos juros de uma bolada sem precisar mais trabalhar mantendo um alto padrão de vida garantindo, com responsabilidade, o futuro financeiro de gerações? Como você gastaria tanto dinheiro se fosse rico?

Quando você é questionado sobre essas situações, provavelmente vem na sua mente todos os desejos e sonhos sendo realizados. Isso acontece com 99% da população em todo o mundo. O outro porcento é referente aos já milionários que já sabem como é viver assim.

Mas será que só querer ser rico basta pra ser? Todo mundo quer mas nem todo mundo é. Pela lógica, querer ser rico não nos deixa rico. É preciso escolher ser rico, e para isso você elimina a vontade de continuar não-rico. E depois de escolher precisamos nos comprometer, fazer o que é preciso para ser rico.

Muita gente diz que dinheiro não é importante ou não traz felicidade, mas quando essas pessoas não colocadas pelo destino em situações de emergência financeira, não é como elas dizem que elas se comportam. Dizer que dinheiro não é importante quando não tem problemas financeiros é logo esquecido quando está em um buraco pronto pra falência.

Dinheiro é importante desde Adão e Eva e sempre será. E todos nós queremos dinheiro e vivemos pelo dinheiro. Mas como ficar rico e não precisar mais se preocupar com dinheiro?

Escrevo esse texto pra dizer apenas uma coisa: não existe fórmula mágica, mas existe um passo-a-passo que te deixará rico.

Resumidamente ele funciona assim: saia do seu emprego formal, ele nunca te deixará rico, saia da faculdade, pois ter um emprego formal ou ser autonomo não te deixará rico. Abra uma empresa, mas, antes, procure aprender como abrir uma empresa.

Converse com empresários já bem sucedidos, aprenda como funciona um fluxo de caixa de uma empresa de sucesso, leia biografias de pessoas ricas de sucesso financeiro e siga os passos de quem já venceu esse jogo. Estude sobre dinheiro, pois na escola você provavelmente não aprendeu sobre isso. Mude seu jeito de ser e de pensar, pois mais importante do que fazer algo é mudar como você pensa sobre o dinheiro e os negócios e aí sim, comece a fazer algo. Seja determinado e abra o seu negócio. Crie sua empresa e seja rico!

A revista Forbes anualmente lista os mais ricos do mundo e se você estudar sobre a vida desses multi-bilionários, você verá que quase nenhum deles terminaram a faculdade e ficaram ricos em um emprego. Todos criaram sua própria empresa, a sua máquina de fazer dinheiro.

Resumidamente, ser rico é um sonho de todos, mas poucos escolhem o caminho correto que é comprar ou criar empresas que trará dinheiro e não casas novas, carros novos ou outros "brinquedinhos" que só suga seu dinheiro mas não te dá nenhum retorno.

Apenas uma coisa: não queira ficar rico da noite pro dia. Todo esse processo é lento e temos que dar tempo ao tempo. Esse é o jeito certo e não é nem de perto o jeito mais rápido.

Para aqueles que têm preguiça ou medo de arriscar, ou querem ficar rico da noite pro dia, também tenho uma dica: jogue na Mega Sena!

A Mega Sena da Virada pagará aproximadamente 200 milhões de reais. Quem sabe esse não seja seu dia de sorte, não é mesmo?

Então aposte na Mega-Sena, no link abaixo te indico uma excelente dica pra ficar rico jogando nessa loteria, a mais apostada do país.

http://teletube.interbarney.com/2009/como-ficar-rico-sem-fazer-nada-metodo-100-garantido/
LEIA MAIS …



Esse post é mais um que eu falo sobre educação.

Leia outros dois posts meus e mais um que não é meu AQUI, AQUI e AQUI.

Ao contrário dos textos acimas, escritos em 2009, esse será mais curto, já que a partir de 2010 eu comecei a usar o Twitter e aprendi a ser mais objetivo.

Hoje gostaria de falar das provas, dos exames que os professores aplicam para, como o próprio nome diz, o aluno provar que aprendeu.

A maioria das escolas aplicam as provas pressionando os alunos para que cometam erros. Isso está errado.
Por isso que muitos acabam chutando e o que gostaria de dizer aqui é que os alunos deveriam acabar com essa história de chutar quando não sabem a resposta.

Não estou falando que aluno não deve estudar, mas o que quero dizer é que a prova deve ser mais uma ferramenta para o aprendizado do que uma simples forma de seleção dos bons dos ruins.

Antes de mais nada, estou falando aqui das provas das escolas, e não de seleções para empregos, ou concursos públicos etc, estes sim estimulam a competição e encontrar o melhor da classe.

Mas na escola não é interessante saber quem é o melhor aluno da classe. Isso não faz diferença nenhuma e só prejudica o aprendizado dos outros alunos. Cada um é diferente, aprende num tempo diferente, duma maneira diferente e um assunto diferente.

Voltando a falar das provas, eu acho que o sistema atual de provas é muito ruim, pois as questões estão cada vez mais difíceis e cada vez mais encontram-se as famosas "Pegadinhas". Gostaria de falar pros professores que adoram pegadinhas, dar uma pegadinha em outra coisa.

As pegadinhas estimulam o erro e só isso. Apenas confundem e não faz o aluno ficar mais inteligente, como pressupõe-se.

Pra mim, esses tipos de provas fazem com que os alunos decorem o conteúdo e não aprendam a matéria, estudam pra decorar, e, logo que termina a prova, esquecem de tudo.

Então como seria a prova ideal, ao meu ver?

Pra mim a prova deveria ser sempre em múltiplas escolhas, com alternativas absurdas no meio da alternativa correta. Das 5 alternativas, 4 deveriam ser ridículas e assim a alternativa correta ficaria em evidência.

Por exemplo:

1) Das opções abaixo, qual predomina o relevo brasileiro?
a) Planalto da República
b) Depressão pós-parto
c) Planaltos, Planícies e Depressões
d) Calvíce
e) Verde

A resposta pra quem ainda não sabe é a alternativa C.

O que quero mostrar com isso é que a alternativa A, B, D e E estão completamente fora do contexto da pergunta ou estão com um tom irônico fazendo uma espécie de brincadeira com as alternativas. Sendo assim, mesmo que o aluno não sabe a resposta antes de ler as alternativas (e aposto que você não saberia), ele conseguirá saber, por eliminação, que a correta é a alternativa C.

Vamos ver outro exemplo:

2) Como são classificados os dois tipos de divisão celular nos seres vivos?
a) Claro e Vivo
b) Motorola e Nokia
c) Bateria e Chip
d) Serie A e Segundona
e) Meiose e Mitose

Mais uma vez fica evidente que a alternativa correta é a E.

Claro que estou usando exemplos de alternativas muito absurdas, e que não precisam ser tão ridículas assim, mas a idéia seria essa.

Eu mesmo pesquisei no google esta resposta, pois não saberia de cabeça, e a maioria dos alunos na hora da prova provavelmente não, se fosse dado outras alternativas com "pegadinhas" que confundem.

Com esse modelo de alternativas absurdas, o aluno entra na prova sem saber e sai sabendo, ou seja, a prova serve como uma ferramenta para que o aluno aprenda e não para que o aluno se confunda.

Dessa forma, não haveriam mais chutes ou alunos reprovados com capacidade para aprender mas que foi confundido pela pegadinha ou alunos aprovados que mal sabem escrever, mas passou no exame por causa do chute.

Se você acha isso impossível, veja o link abaixo:

http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2010/04/analfabeto-e-aprovado-em-concurso-e-causa-polemica-em-pernambuco.html
LEIA MAIS …

Abaixo, crônica do Luís Fernando Veríssimo.



"Outro dia fizeram um encontro meu com o Abel Braga, treinador do Internacional, e descobrimos uma coincidência. O primeiro jogo que ele viu no Maracanã, ainda garoto, ao lado do pai, foi o último que eu vi, já nada garoto, perto de me casar. Santos e Milan, novembro de 1963. Até então eu não perdia jogo do Botafogo, da seleção ou do Santos no Maracanã. (...) Sim, o Santos jogava suas partidas decisivas no Maracanã. O Maracanã enchia para ver o Pelé. Mas no jogo que o Abel, eu e uma multidão vimos o Pelé não jogou. O herói da noite foi o Almir. O Pelé da noite foi o Almir.

Volta e meia, vem a discussão. Pelé era mesmo tudo que se diz dele? Meu testemunho (era) não interessa. Ele reinou quando já havia videoteipe. Seus feitos estão bem documentados. Você não precisa recorrer à literatura para contar às crianças como era o seu futebol. Ao contrário das façanhas de gente como Ademir e Zizinho, que ficaram na memória dos velhos e em filmes desbotados, nenhuma das duas coisas muito confiáveis. E o grande mérito de Pelé é que ele resiste ao videoteipe completo. Se tivesse ficado só em filme, só os seus grandes momentos estariam ali. Já o videoteipe completo traz tudo: o passe errado, o tombo sentado, a chuteira desamarrada. E Pelé resiste aos detalhes. Ele era bom até amarrando a chuteira.

(...) No futebol, além da dificuldade em julgar jogadores antigos pelas precárias imagens que ficaram deles e pelo que contam — com o inevitável toque épico do exagero — os que os viram jogar, há outras questões que complicam as comparações. Esquemas diferentes, preparo físico etc. Algumas das grandes reputações do passado sobreviveriam aos cinco no meio e à marcação no campo todo de hoje? Pelé pegou o começo do futebol sem espaço. Não só se impôs como deixou o exemplo de como sobreviver no sufoco. A extrema objetividade (nunca se viu um drible do Pelé apenas pela satisfação do drible, era sempre um espaço conquistado), a antecipação da jogada seguinte antes mesmo de a jogada presente começar, a solidariedade, a simplicidade. Pelé só não dá a receita porque gênio não tem fórmula.

Há dias, voltei ao Maracanã. Não havia jogo, era para tirar umas fotos. Tentei evocar aquela noite de 1963, eu naquela idade. Não deu. O Maracanã vazio e silencioso na minha frente era um abismo de quarenta e cinco anos. Intransponível."
LEIA MAIS …

Gostaria de deixar claro antes de tudo que eu AMO futebol, AMO assistir futebol. Mas tenho certeza de uma coisa: O BRASILEIRO NÃO É APAIXONADO POR FUTEBOL! Veja aqui o por quê.



"Ah... eu sou brasileiroooo, com muito orgulhooooo, com muito amoooooooor...."

Esse deve ser o canto mais ouvido durante uma Copa do Mundo aqui no Brasil. A próxima é logo ali, então esperem só um pouquinho para confirmar esse meu dado. Como diz o pessoal do "Seminovos", brasileiro só tem muito orgulho e muito amor, quando chega a Copa ou quando vai morar na Europa. Mas enfim...

Pensa bem... o que o Brasil tem de bom? Li esse texto no blog "Neca" da rede Interbarney e concordei em tudo. O Brasil não é um bom país. Desde que nasci eu olho os rankings que a ONU publica sobre o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) e nunca vi o Brasil numa posição boa.

Já falei aqui em outros artigos que o brasileiro não é criativo. Ama coisas de "gringo", adora o estilo de vida americano, sonha em morar na Europa ou Oceania, perde fácil a concorrência em termos de tecnologia pra qualquer país asiático, ou seja... não é bom nem criativo em nada. Brasileiro não sabe criar. Nem piada. Dizem que brasileiro é bem humorado por que faz piada com a própria desgraça e assim caminha a humanidade. Mas eu não esboço nem um leve sorriso amarelo ouvindo as "piadas" de brasileiro. Importaram pro Brasil uma modinha pros humoristas daqui: o "Stand-Up". Acontece que ninguém no Brasil sabe fazer Stand-up. Esse tipo de humor só americano mesmo pra fazer não tem como imitar. Se for imitar, imite direito. Sou a favor de imitar, desde com referência ou crédito, não é mesmo Kibeloco? Não entendeu? Clique aqui.

Bom, mas eu estou fugindo do meu assunto principal. Eu dizia que no Brasil não tem nada de bom, mas tem sim, apenas uma coisa: O FUTEBOL.

Mas por que será que o Brasil se tornou o melhor país do futebol ???

Vamos falar antes de como é o futebol aqui. O futebol é a paixão nacional, etc e tal. Aqui os técnicos e jogadores sofrem uma pressão absurda por resultados, principalmente os técnicos. Perdeu três partidas seguidas já é sinônimo de demissão. Na Europa, os técnicos ficam décadas nos times. Ainda na linha de raciocínio do brasileiro não ser criativo, tentamos copiar o modelo de calendário europeu e sistemas de disputas deles. Brasileiro não gosta disso, gosta de emoção, de finais. Aqui todos aplaudem a raça, é apaixonante assistir jogos nos estádios, sempre lotados.  Milhões de crianças querem ser jogadores e apenas um "cisco" deles se tornam profissionais.

E a audiência? Porque as pessoas assistem tanto futebol? Era nesse ponto que eu queria chegar.

O Brasil é penta campeão mundial graças à audiência enorme do povo. Como eu falei, o brasileiro se diz apaixonado por futebol. Fazem torcidas organizadas, até treino eles assistem. Uma verdadeira pressão. Não tem como não ser o melhor nisso. Queremos os melhores na seleção. Ser técnico da seleção é um dos empregos de maior pressão do mundo. Não se pode errar. Não nos contentamos com segundo, terceiro, quarto lugar... Se não for campeão do mundo não serve.

E se os brasileiros fizessem isso com os políticos? Hein?

Será que seria essa bagunça toda? O brasileiro tem energia infinita pra assistir futebol e criticar, fazer pressão, etc. Mas e pros políticos? Cadê a cobrança? Por que futebol todo brasileiro assiste, mas TV Senado ninguém quer ver? Acho que se 1% da cobrança com jogadores e técnicos fosse com os políticos, o país seria um país bem melhor.

Agora eu lhes pergunto? Por que o Brasileiro NECESSITA tanto de manter essa paixão? Seria mesmo paixão?

Eu duvido. Eu duvido mesmo. Brasileiro NÃO é apaixonado por futebol. Brasileiro é um povo sofrido, escravo, burro, preguiçoso e bom de bola.

Desculpa generalizar, mas eu tenho um critério quando generalizo uma opinião ou não. Se passou de 95% eu generalizo sem dó nem piedade. Nesse caso chega a 99%.

É por isso que o Brasil é penta. Sigam o meu raciocínio. Brasil é penta por que é bom de bola. É bom de bola por que é intensamente cobrado. É cobrado por que o povo quer a seleção campeã. O povo quer isso e assiste futebol por que necessita assistir. E necessita por que é sofrido, escravo, etc.

Aqui no Brasil ainda existe escravidão. Se a Lei Áurea foi assinada, só pode ter sido à lápis. Brasileiro trabalha em jornadas que chegam a 16 horas diárias, para ganhar um salário ridículo, para pagar dívidas e, é claro, antes de ver a cor do dinheiro, para pagar imposto.

Onde que a escravidão acabou?

E depois dessa cansativa semana de muito mais que 44 horas semanais, o que o povo precisa fazer no domingão a tarde? Encher a cabeça de besteira, de diversão, de bobagem. Por isso que os programas na TV que mais dão audiência é pro "povão". BBB, Futebol, Zorra Total... e por aí vai. "Só" o povão assiste essas coisas. Eu destaquei "só" por que esse "só" representa quase o Brasil inteiro.

O Brasileiro trabalha muito mais do que deveria. Não tem tempo pra ficar com a família e fazer algo de útil para a sociedade. Então se "espicha" no sofá e liga a TV pra encher a cabeça.

Como diziam na Roma Antiga: "Ao povo, pão e circo". Tá aí.

Quase ninguém no Brasil trabalha fazendo o que gosta. Pra mim, trabalho é diversão, você tem que encontrar algo que você gosta e que dá dinheiro ao mesmo tempo e pisar fundo. Acontece que muita gente prefere a "segurança" (falsa) de um emprego "normal" e aí tem que se rebaixar às ordens dos patrões, de trabalhar muito pra ganhar pouco.

E se não fosse o futebol?

Como que o brasileiro iria encher a cabeça? Bom, com o que eu não sei, mas seja o que for, o Brasil seria melhor nisso.

A raiva, o ódio, o cansaço, tudo isso acumulado no trabalho precisa ser colocado pra fora. Daí vem a intensa cobrança do povo em relação aos jogadores e a tudo que tá ligado ao futebol.

O brasileiro precisa dele pra se divertir e esquecer do trabalho e descarregar sua raiva.

Se o seu time ganha do rival, num domingo a noite, o brasileiro vai muito motivado trabalhar na segunda de manhã. Até esquece que o salário tá atrasado, que seu filho tá com fome, que seu patrão tá te pisando e que tá se endividando. Como o brasileiro vai lembrar disso, se o Framengo acabou de enfiar três no Curintia?

E suas férias estão atrasadas? Não te pagaram ainda o décimo terceiro do ano passado? Calma, jaja tem a amarelinha na telinha pela Copa...

O futebol é necessário na vida dos Brasileiros. Motiva, faz esquecer dos problemas, caso o time ganhe. Se perde não tem problema, pois o efeito é positivo. Faz descontar a raiva, descarregar energias acumuladas... é terapêutico.

E não adianta os outros países desenvolvidos querer tirar o Hexa da gente...

Ou eles acabam com o país, façam a população de escravos e criem essa necessidade pelo futebol, ou nós seremos sempre os melhores...

Porque todo mundo tenta, mas só o Brasil é penta.
LEIA MAIS …

Esse artigo é do Dr. Marcus, um médico da Paraíba, que conheci na internet por causa de uma coisa em comum entre nós: Paixão pela Loteca - a loteria esportiva.

Ele publicou o artigo no blog do Lotequeiro e Palmeirense Pedro Luz.

O artigo fala da sua primeira aula no curso de medicina. Leiam e no final vocês entenderão o por que eu gostei muito do artigo.

Publico esse artigo aqui no meu site em homenagem a minha amiga Analana.


***

Crônicas do Dr. Marcus - A Primeira Aula

Eram 50 alunos naquela sala. Todos na faixa entre 17 e 25 anos, os rapazes com o cabelo "tipo militar", devido à máquina zero, obrigatória quando da aprovação no vestibular há apenas 30 dias. O jogo estava praticamente empatado com 24 moças e 26 rapazes aguardando ansiosamente a primeira aula do curso de medicina, em fevereiro de 1978. Alguns já se conheciam dos cursinhos pré-vestibulares, e conversavam animadamente, enquanto outros completamente forasteiros, se encontravam "mais perdidos do que cego em tiroteio" O que nos aguardaria nos próximos 6 anos ?

De repente, entra na sala de aula um médico muito conhecido na cidade, já com seus 70 anos, com a fisionomia tranquila de quem já passou por aquilo tudo, transbordando um universo de compreensão diante da nossa ansiedade latente. Estava acompanhado por alguém bem mais jovem, que vinha a ser o coordenador do curso de medicina. E o professor iniciou sua explanação. Primeiramente nos parabenizou por conseguir a aprovação naquele vestibular tão concorrido, lembrou-nos que a medicina era um sacerdócio e que impunha muitos sacrifícios, que as responsabilidades seriam tremendas, e que as expectativas sobre nosso desempenho seriam verdadeiramente brutais. Falava de um jeito manso, magnetizador, andando calmamente com um pedaço de giz na mão. Diante daqueles olhares hipnotizados, que nada perdiam, dava conselhos que se mostrariam extremamente úteis em nossas vidas futuras. Explicou que a medicina mudara muito desde que ele se formara, e que as novas tecnologias eram muito importantes para o avanço da profissão, mas que jamais substituíriam um bom exame clínico e uma sensibilidade acurada para a verdadeira essência do paciente. E nos deixou alvoroçados quando afirmou peremptoriamente que o mais importante não era aprender tudo sobre as doenças, mas algo sobre os doentes. Por trás de cada diagnóstico preciso, disse, estava alguém que sofria e que precisava, muito mais do que medicamentos e cuidados médicos, de compreensão e amor. E arrematou: "Assim como vocês estão aqui, iniciando uma nova vida". Esta última frase deixou muita gente naquela sala, com os olhos marejados, uma nuvem de lágrimas no horizonte.

Então, o professor escreveu no quadro duas palavras: BIBLION....Khristos...."Não se preocupem, meus jovens. Não é aula de religião, apenas e tão somente uma introdução à TERMINOLOGIA MÉDICA, com a qual, vocês terão que se acostumar, já que a imensa maioria de nossas palavras vem do grego e do latim, e não fica bem para um médico não saber coisas essenciais sobre o que falam, despejando apenas termos "decorados", sem saber de onde vem as palavras que utilizam no dia a dia profissional" Falou então, um pouco sobre a História da Medicina, e nos incentivou a realmente proferir, quando no dia de nossa formatura, o "Juramento de HIPÓCRATES", (considerado o pai da medicina), e não o juramento dos "HIPÓCRITAS". Algumas risadas se deixaram ouvir...E começou então uma interessantíssima explanação sobre Terminologia Médica. "Quando vocês encaminharem um paciente para a OFTALMOLOGIA, lembrem-se que OFTALMOS significa OLHOS no idioma de Hipócrates, e que LOGOS significa "estudo", assim sendo, OFTALMOLOGIA é o "estudo dos olhos". Da mesma forma, DERMATHOS significa PELE em grego, e você vai encaminhar para a DERMATOLOGIA, alguém com problemas de pele. O coração, este órgão tão importante, é KÁRDIOS, e então, temos a CARDIOLOGIA. GASTROS é estômago, e ENTEROS é intestino, de onde vem GASTRO-ENTEROLOGIA. O OTO é ouvido, RINOS nariz, e LARINGO é garganta, de onde vem consequentemente OTORRINOLARINGOLOGIA. O nome que os gregos davam para os vasos sanguíneos era ANGIOS, e vem daí, logicamente ANGIOLOGIA....e nos inundou com uma torrente de informações gostosas e valiosas no "idioma primeiro" da medicina. Até mesmo alguns preconceitos foram enterrados naquela aula: "Muitos falam com medo ou pudor sobre palavras que nada tem de "sujas". SPERMA significa sementes em grego, GINECOS vem de "mulher", PROCTOS vem de "ânus". Por fim ele falou sobre o preconceito. Preconceito é coisa antiga, e vocês jamais devem se esquecer que HISTERO significa útero, os gregos achavam que só as mulheres poderiam ter "crises nervosas", e denominaram de HISTERIA, o que nós chamamos de "frescura", e de HISTÉRICAS, as mulheres que se deixavam levar pelo nervosismo. E daí, vem outra importante informação sobre terminologia para vocês. ECTOMIA significa a "retirada" de alguma coisa, e daí vem HISTERECTOMIA para a retirada do útero, e APENDICECTOMIA para a retirada do apêndice, e ESPLENECTOMIA para a retirada do baço (sim, ele afirmou "baço" vem de SPLENON, e fígado de HEPATOS, e daí derivam HEPATITE e HEPATECTOMIA. O que chamamos "sangue" é HEMO, e vem daí HEMOrragia, HEMOdiálise, ANEMIA (AN) negação + HEMOS=ANHEMOS, e ficou por ANEMOS, que passou para ANEMIA.

Lembrou então que BIBLION significa livro, e que Khristos se traduz por "salvador". E brincou: "Cuidado com TANATOS, o deus da morte, dos gregos (de onde vem a TANATOLOGIA, estudo da morte..., sim, ele afirmou, HIPNOS era o deus do sono, de onde vem HIPNOSE, e que tivéssemos cuidado com o segredo da profissão, para não darmos com a língua nos dentes...."dentes, dentes", ele repetiu, calmamente, para depois concluir: Claro que vocês já desconfiam que ODONTHOS é dente, em grego, não é mesmo?. Por fim, ele afirmou: "Bem, creio que já aborreci vocês por demais para um primeiro dia, e vou deixá-los agora com o coordenador do curso de medicina, que vai explicar exatamente as torturas, quero dizer, as disciplinas que vocês terão que estudar, a partir de agora, Caso vocês queiram, posso voltar amanhã, para uma nova aula sobre TERMINOGIA MÉDICA"....e diante da clara aceitação dos alunos afirmou: "Ainda bem que vocês querem assim, pois teriam que me engolir mesmo se não quisessem. A disciplina começa de fato amanhã. Sejam bem vindos", e saiu sem mais nada dizer, diante dos aplausos silenciosos de todos os alunos.

Infelizmente, esta primeira aula jamais aconteceu....eram 50 alunos, sim, mas ao invés do velho professor e sua aula inaugural sobre TERMINOLOGIA MÉDICA, tivemos uma jovem professora esbaforida, que chegou assustadíssima, perguntando onde ficava a turma de medicina, adentrou na sala, e sem mais delongas foi dizendo seu nome e desenhando o CICLO DE KREBS no quadro negro....sim, era aula de BIOQUÍMICA, e lá fomos nós, para a nossa primeira aula no curso de medicina.


***


Eu também já sonhei com várias primeiras aulas que nunca existiram... Quem sabe esse artigo não sirva de inspiração pra que eu escreva a minha primeira aula dos sonhos. Enquanto isso, você pode ler como seria a Minha Escola dos Sonhos.
LEIA MAIS …

Vou falar um pouco de política nesse artigo. Queria mostrar o quanto as eleições já não valem mais nada. Nem o nosso voto... mas o meu está a venda, você paga por ele? Eu vendo a qualquer preço! Aliás, nem votar eu quero... Em 2010 haverão as eleições no Brasil, então fique atento pra não fazer besteira. O artigo abaixo não é meu. Na verdade ele foi retirado do Blog do Nicholas e parte foi retirado e adaptado dum show do George Carlin.



Todo mundo reclama dos políticos. Todos dizem que eles são "lixo". Mas de onde vocês acham que esses políticos vieram? Eles não caem do céu. Eles não passaram por uma membrana vindo de outra realidade. Eles vieram de pais brasileiros, de famílias brasileiras, lares brasileiros, escolas brasileiras, igrejas brasileiras, negócios brasileiros e universidades brasileiras e foram eleitos por cidadãos brasileiros. Isso é o melhor que pudemos fazer, pessoal. Isso é o melhor que temos a oferecer. É isso que o nosso sistema produz. Lixo entra, lixo sai. Se você tem cidadãos ignorantes e egoístas, você vai ganhar líderes ignorantes e egoístas, e a renovação de mandatos não vai ser nada de bom, vamos reeleger um monte de brasileiros ignorantes e egoístas. Então talvez, talvez, não sejam os políticos que não prestem.

Talvez outra coisa não presta por aqui, como o povo. Sim, o povo não presta. Eis um bom slogam de campanha para alguém. O povo não presta, foda-se a esperança, foda-se a esperança. Por que se for realmente só culpa desses políticos, então onde estão as brilhantes pessoas com consciência? Onde estão todos os brasileiros brilhantes, honestos e inteligentes, prontos para intervir, salvar a nação e liderar o caminho?
Não temos pessoas assim neste país. Todo mundo foi pro shopping, coçando suas bundas, limpando os narizes, usando seus cartões de crédito além da conta, comprando tênis com luzinhas.

Portanto, resolvi sozinho esse pequeno dilema político, de forma bem simples. Noo dia da eleição, eu fico em casa. Não vou votar. Fodam-se. Fodam-se. Eu não voto.

Por duas razões, não voto por duas razões.
Primeira: não faz diferença. Esse país foi comprado, vendido e pago a muito tempo. A merda que eles ensaiam a cada quatro anos não significa porra nenhuma.
Segunda: eu não votarei por que quando se vota não se tem o direito de reclamar. As pessoas invertem essa coisa. Eles dizem: "Bem, se você não votar não tem o direito de reclamar." Onde está a lógica nisso? Se você votar, se você eleger pessoas desonestas e incompetentes, se assumerem o comando e fuderem com tudo, bem, você é o responsável pelo que fizerem. Você causou o problema. Você votou neles. Você não tem o direito de reclamar.
Eu, por outro lado, que não votei, que na verdade sequer saí de casa, no dia da eleição, de forma alguma sou responsável pelo que essas pessoas fizeram e tenho todo o direito de reclamar, tão alto quanto puder, da bagunça que vocês criaram e da qual eu não sou culpado. Assim, eu sei que mais tarde no ano que vem, vocês terão outra dessas elegantes eleições presidenciais de que gostam tanto.

Divirtam-se. Vai ser muito divertido. Tenho certeza que, terminada a eleição, seu país vai melhorar imediatamente. Quanto a mim, estarei em casa nesse dia, fazendo essencialmente a mesma coisa que vocês, com uma diferença, quando eu terminar de fazer merda, eu terei alguma coisa pra mostrar.

"Se votar fizesse alguma diferença,
eles não nos deixariam fazer isso"
(Mark Twain)
 
Apertar um botão, de uma MALDITA urna manipulada... NÃO FAZ de nós bons cidadãos, muito menos fará um país melhor!

O governo existe para corrigir os desequilíbrios econômicos, sociais e da nossa relação com o meio-ambiente... mas na prática, faz absolutamente o contrário!
 
Governantes que:
  • cobram impostos caros e não investem corretamente o dinheiro arrecadado...
  • impõem muitas restrições ao capital produtivo...
  • investem tão pouco em pesquisas e desenvolvimento...
  • dão bolsa-família ao invés de dar instrução e empregos...
  • aproveitam tão mal a terra e recursos naturais do nosso país...
  • eliminam reprovações, matam o estudo dos alunos com escolas tão ruins, pagam mal professores despreparados, responsáveis por formar nossos cidadãos...
 Ah esses caras não me representam! NÃO ME GOVERNAM!

Sempre fiquei puto com quem falava que ia votar nulo... eu pensava "porra! e o monte de pessoas que morreu, lutando para que tivéssemos direito ao voto.."
 
Mas mudei de idéia! As pessoas que morreram, lutavam para que fôssemos ouvidos, para que tivéssemos escolhas, participação.... NÃO ISSO QUE TEMOS HOJE! Tenho certeza de que muitos dos que morreram, estariam lutando agora mais do que nunca!

É como aquela frase do Baudelaire:

"O truque mais esperto do Diabo
foi convencer as pessoas de que ele não existe"
 
Não temos poder de escolha NENHUMA, mas fomos convencidos de que estamos escolhendo!
 
Tem um trecho do filme Waking Life que fala disso, da nossa Falta de Voz:

"O sistema quer que sejamos
observadores passivos [..]

Eles não nos deram qualquer outra opção,
à exceção do ato participativo, ocasional
e puramente simbólico do "voto".

Você prefere o fantoche da direita
ou o fantoche da esquerda?"
 
A tal democracia, o tal do voto... foi criado a 3.000 anos atrás na Grécia e evoluiu o que? Absolutamente NADA! Só regrediu!

Naquela época cada cidade tinha autonomia, qualquer homem-livre se candidatava, faziam seus discursos livremente na praça e eram escolhidos ali mesmo.

Hoje, 3.000 anos depois (pensa, é tempo DEMAIS!!!) podemos escolher apenas entre meia-dúzia de bunda-moles, submissos aos seus partidos, numa eleição manipulada.. e aquele que for eleito dependerá de conceder vantagens para muitos em qualquer coisa que vier a fazer... isso é contraproducente, não sai nada!
 
Me mostra algum cara fera, realmente bom... envolvido com política? NÃO TEM! O Antonio Ermírio de Moraes tentou uma vez mas logo desistiu, uma pena!

Se o cara é FERA e não entra no "esquema"... não deixam ele se candidatar, se eleger ou mandam matar! É FODA!

E sobre os últimos anos de governo federal? Tenho do que reclamar? Vixi!
 
Fernando Henrique em 8 anos acabou com a inflação, mas alugou o Brasil. O PT em 8 anos, continuou com a MESMA política a que se opunha tão radicalmente... e continuamos sem reformas tributária, fiscal, política, previdenciária, educacional, agrária... 16 anos jogados fora!

Mas não é só nosso governo que é uma merda... político é ruim no mundo todo!

O Bush ganhando na base da fraude do Al-Gore, as guerras por interesse... o descaso com a África e conflitos do Oriente-Médio... o desrespeito aos direitos humanos na China!

e o FMI? Uma piada! Foi criado para ajudar os países a se desenvolver.. mas que não passa de um agiota que empresta dinheiro a juros astronômicos, impedindo os países de se desenvolverem forçando-os a pagar uma dívida impagável.

E esse pacote ridículo do governo americano aos bancos? 850 bilhões de dólares é MUITO dinheiro! O Brasil investe cerca de 10 bilhões de dólares AO ANO em educação, faz a conta!

É um absurdo o contribuinte americano pagar TUDO ISSO pela irresponsabilidade desses banqueiros.. e 80% dessa grana vai ser para os salários dos diretores desses bancos com certeza! BANDO DE FDP!
 
Sei lá... não acredito em AUTORIDADE, mas em LIDERANÇA!

Gandhi conseguiu libertar a India da Inglaterra.
Luther King conseguiu muitos progressos na condição do negro, numa época onde o racismo era apoiado na própria Constituição.

Ambos sem disparar 1 tiro!
Ambos desobedecendo leis sem sentido!
Ambos sem candidatura a porcaria nenhuma!

Mas sim:
  • Trabalhando
  • Sendo Honesto
  • Questionando
  • Expandindo a própria Consciência e dos outros
  • Não sendo omisso frente à Injustiças
  • Falando a verdade
  • Fazendo a Coisa Certa, estando ou não na lei
  • Se unindo
Fazendo a diferença em cada momento, no dia-a-dia, dando o exemplo, desligando a TV... é como REALMENTE mudaremos alguma coisa!

Não quero mais saber de política, de governo.. não acredito em GOVERNO! Acredito em pessoas que trabalham duro nas empresas, nas ONGS, no voluntariado, na Internet...

Vou trabalhar muito, ampliar minha capacidade, minha consciência... juntar dinheiro, parceiros, idéias... vou começar no meu mundinho... e vou expandir, expandir.. até onde der!
 
Parafraseando Arquimedes, dê-me um notebook e um ponto de rede e moverei o mundo!

É assim que espero dizer aos meus filhos como minha geração deixou o mundo melhor!

Não importa a política que façam, Gandhi e Luther King já provaram isso... sempre haverá formas de contornar os obstáculos, sempre haverá oportunidades... basta ajustar as velas e remar se for preciso!

Comunismo não presta, Socialismo não presta, Anarquismo não presta!

Precisamos evoluir.. precisamos de desenvolvimento tecnológico, de liberdade... mas também de humanidade, de sustentabilidade, de justiça.

Como disse o grande Buckminster Fuller:

"Você nunca mudará as coisas lutando com a realidade existente.
Para mudar algo, construa um novo modelo que torne obsoleto o modelo existente.
Não fique lutando contra forças, use-as"

Vamos trabalhar para tornar o governo, os políticos.. cada vez mais desnecessários! E as ONGS, as empresas conscientes, o voluntariado, a Internet.. cada vez mais fortes!
 
Esse é o modelo do qual quero fazer parte!

Precisamos de líderes, de pessoas que partem para ação! De políticos, não precisamos!

E para terminar...

"A mudança não virá se ficarmos esperando por alguém ou por um outro momento.

NÓS SOMOS AQUELES QUE ESTAMOS ESPERANDO.

NÓS SOMOS A MUDANÇA QUE PROCURAMOS.

Não estou pedindo para que acreditem na minha capacidade de mudar as coisas.

Estou pedindo para que acreditem na de vocês"


LEIA MAIS …

Esse artigo fala de FELICIDADE! Aprendi que a vida tem que ser vivida com entusiasmo, alegria, motivação. Tudo isso significa a mesma coisa: felicidade.

Eu que gosto muito de falar sobre dinheiro tenho uma frase pra você que tá triste porque está sem dinheiro:

"O dinheiro pode não trazer felicidade, mas a felicidade traz o dinheiro"
- Roberto Justus

Agora eu queria deixar um clipe aqui que fala exatamente isso. É do programa da MTV, Hermes e Renato. A personagem do clipe é o Luis Boça, um guerreiro né meu!

Abaixo do vídeo você pode acompanhar a letra da música.






Letra:

Livre Como Um Passarinho
Hermes e Renato
Composição: Luis Boça

Tem dias que você acorda meio cabreiro
Nada te deixa feliz
Triste sem querer fazer nada
Sozinho e sem namorada!
Muitas vezes deprê
Sempre jogado pelos cantos, eu ligo a TV
Para não cair aos prantos!

O que há boça? Levanta essa cabeça, meu!
Bola pra frente, bola pra frente!

Livre como um passarinho
Penso enfim seguir sozinho!
Sei que a vida não é um mar de rosas
muito menos um mar de espinhos!

É isso aí galera!
Apesar de todas as tristezas,
O que fica é sempre alegria!
Vamo lá!

A próxima é uma bala, hein meu?
Quero ouvir, hein?

Ououou! A vida é uma festa!
Ououou! Chega de ficar de moléstia!
Ououou! Venha ser meu amigo!
Ououou! Vamos rachar o bico!

A vida é pra ser vivida
De noite, noite e dia!
Acabar com as tristezas,
O que fica é alegria!

Tenho uma paquera,
Chocolate quente da vovó!
Falem bem, falem mal,
Eu nunca fui gogó!

Meninas e garotas
Também não fuja dessa!
Não deixe de me dar um beijo,
Que eu não vou te cobrar nada!

Como Michael Jackson,
Eu queria ter
Um parque só pra mim,
Brincar até morrer!

Ououou! A vida é uma festa!
Ououou! Chega de ficar de moléstia!
Ououou! Venha ser meu amigo!
Ououou! Vamos rachar o bico!

Sorvete de creme, minigame,
É hora de zuar!
RPG, canetinha de choque
Vamos se esbaldar!

Ououou! A vida é uma festa!
Ououou! Chega de ficar de moléstia!
Ououou! Venha ser meu amigo!
Ououou! Vamos rachar o bico!

Livre como um passarinho
Penso então seguir sozinho!
Pois a mulher dos meus sonhos
Pode estar no meu caminho!
LEIA MAIS …

Eu não vou me cansar de falar das escolas, do sistema educacional do Brasil. Ninguém mandou o Silvio Santos me dar o Computador do Milhão e a Telefônica me dar essa maravilha de Internet Discada Ilimitada. Então eu vou continuar a defecar pelos dedos, se não gostou simplesmente aperte Alt+F4 e be happy!

Em um outro artigo eu contei um pouco (?) sobre o atual sistema de ensino falido e ultrapassado e ainda mostrei algumas soluções. Agora eu quero mostrar mais do que simples soluções, quero propor um modelo de Escola dos Sonhos.

Esta é a minha visão de Escola perfeita. Se ela fosse assim a educação dos alunos seria desenvolvida com excelência, sua criatividade e seu talento não seriam assassinados e o objetivo de conquistar um brilhante futuro se aproximaria exponencialmente.

Este modelo se aplica principalmente ao primeiro e segundo grau, fase mais importante do desenvolvimento educacional das crianças.

Primeiro queria dizer que eu não sou a favor de aumento da carga horária diária nem semanal, nada de aulas em período integral, nem de fim de semana, parem com isso. Uma das poucas coisas que não precisa mudar é isso.

Então vamos lá...

A estrutura física:

Todas as escolas têm basicamente salas de aula, quadras poliesportivas, biblioteca, cozinha, secretaria, diretoria, banheiros, pátio e sala dos professores. Olha, nem todas, mas olhando positivamente a média é por aí. Acontece que "só" isso não basta.

Para um desenvolvimento perfeito da educação dos alunos a escola deveria ter o mínimo de salas de aulas convencionais (falarei mais adiante). Além das quadras poliesportivas, precisa ter materiais poliesportivos né. Parece engraçado mas a pintura das quadras tem até a marcação de tênis, mas não vejo nenhuma raquete e bolinha nos armários das escolas. E quadras de areia, campos de grama, pistas de atletismo? Não precisa ser algo profissional, mas algo que possa simular o esporte pelo menos. Outra parte da estrutura seria um jardim. Nada melhor que praticar corrida num jardim.

No outro lado da escola seria construído um teatro. Algo pequeno, um palco e um espaço para plateia. Ao lado teria um pequeno salão de dança, onde os alunos iriam ensaiar seus passos preferidos e se aprensentarem no teatro ao lado. E é claro que também teria uma sala para os instrumentos musicais, além de microfones para cantos e ensaio do coral. No outro lado do teatro teria uma sala de pintura e desenho. Mesas sob medida, telas e uma pequena sala de exposição.

Num outro lado da escola teria uma grande sala de experiencias matemáticas e físicas. Bom, todos sabemos que matemática e física não é muito aceito pelas crianças não é mesmo? Mas como eu sempre digo, devemos simplificar! E a melhor maneira de ensinar coisas complicadas é com jogos e brincadeiras. Então nesta grande sala teria varios "brinquedos" que simulassem as aulas dada na teoria, além de divertir os alunos iriam aprender! (diversão em primeiro lugar é aprendizagem como consequencia).

Um estreito e longo corredor levaríamos até uma outra sala. Enquanto atravessamos o corredor vamos olhando para alguns quadros e textos inseridos na parede contando um pouco sobre a história do Brasil e do Mundo. No final do corredor entramos na sala onde o tema é Geografia. Um telão para apresentação da aula já basta na sala, nada de lousa. Aprendizado apenas visual, nada de "decoreba".

Uma sala ao lado da sala de Geografia nos leva a sala do Gremio Estudantil onde há urnas de votação e uma varanda que dá pro jardim, com um púlpito, onde os alunos fariam suas "promessas" para a ocupação dos cargos nos grêmios. Ensinar política desde cedo é a melhor maneira de ter um país democrático e civilizado no futuro.

No outro lado da escola teríamos a sala da tecnologia, com diversos aparelhos e ferramentas que ensine aos alunos a nova era digital que já estamos vivendo. Além disso teríamos uma enorme sala de informática com computadores para pelo menos 25% de capacidade do quadro do corpo discente.

Basicamente a estrutura física duma escola dos sonhos seria assim. Não sei se você percebeu mas não citei os banheiros, cozinha, diretoria, secretaria, sala dos professores. O motivo é que isso não é nem secundário... é quase sem importancia nenhuma na minha opinião. O objetivo primário e de longe o mais importante numa escola é o desenvolvimento dos alunos. E esses "detalhes" não são tão importantes para isso, então poderíamos continuar com os mesmos banheiros, as mesmas cozinhas, mesmas diretorias...

Mas eu queria falar um pouco mais das salas de aula que seriam construídas.

Sala de Aula:

Algumas disciplinas que seriam ensinadas nessa minha escola dos sonhos não precisam dum lugar "exclusivo". Isso porque elas não são aulas práticas, apenas teóricas. Para isso seriam construídas algumas salas de aula padronizadas, ou seja, que atenderia da mesma forma todas essas outras discplinas ainda não citadas.

As salas de aulas não seriam como as que existem hoje nas escolas.
Lousas, carteiras, cortinas, seriam tudo jogado fora!

As salas seriam em formato circular, eu digo o posicionamento das cadeiras (sim apenas cadeiras, nada de carteiras). Teria apenas um telão no lugar da lousa, com data-show para apresentação das aulas teóricas.

Professores:

Nessa escola não teria professor.

Desenvolvedores de talentos:

Para o lugar dos professores, seriam contratados os "desenvolvedores de talentos".

Distribuição das disciplinas:

Acho que o mais importante deste artigo vem agora: a distribuição das aulas.

Chega de 5 ou 6 aulas de matemática durante a semana. Onde está as aulas que realmente desenvolve uma profissão?

Para isso teríamos as seguintes discplinas:

- Português
- Matemática
- História
- Geografia
- Educação Física
- Ciências
- Inglês
- Espanhol
- Redação
- Tecnologia
- Informatica
- Economia
- Política
- Dinheiro
- Dança
- Teatro
- Pintura
- Canto

Nada mais nada menos do que 18 disciplinas diferentes! Mas calma, seu boletim não terá mais de 3 páginas...

Sistema de avaliação:

Como eu sempre digo, a inteligência é interativa. Ou seja, aprendemos mais e melhor quando "unimos" disciplinas diferentes... Essa associação faz com que nós dividimos as 18 disciplinas em 4 grupos de avaliação.

- Línguas (Português, Inglês, Espanhol e Redação)
- Exatas (Matemática, Ciências, Tecnologia e Informática)
- Corporal (Ed. Física, Dança, Teatro, Pintura e Canto)
- Humanas (História, Geografia, Economia, Política e Dinheiro)

Pronto, simplifiquei! 4 notas. Simples assim. Você poderá carregar seu boletim no bolso.

Divisão das disciplinas:

As aulas seriam divididas assim:




SEGUNDA
TERÇA
QUARTA
QUINTA
SEXTA

Português
Redação
História
Tecnologia
Economia

Canto
Dança
Geografia
Informática
Ciências

Matemática
Ed. Física
Política
Economia
Espanhol

Matemática
Teatro
Ed. Física
Dinheiro
Inglês

Pintura
Teatro
Ed. Física
Dinheiro
Dinheiro


Este quadro acima seria um modelo da distribuição das matérias. Agora eu vou detalhar um pouco o que seria cada matéria...

Português - Continuaria sendo o bom e velho português, porém com apenas uma aula semanal. Mais enxugado, mas simplificado. Até hoje eu não sei por que raios eu aprendi literatura. Não me serviu pra nada saber quais livros Machado de Assis, Alvarenga Peixoto, Gonçalves Dias, Casimiro de Abreu, José de Alencar, escreveram... Não serviu pra absolutamente nada. Ensine apenas gramatica, o básico e já está bom.

Matemática - Assim como o português, devemos ensinar o mais básico de tudo. As quatro operações, regra de três e noções básicas de contabilidade já está ótimo. Pago 1 milhão pra quem me disser o que eu vou fazer com o seno, cosseno e tangente, ou pra que raios usarei a raiz quadrada.

História - Devemos ensinar também o básico da história. Uma aula por semana já é necessário pra fazer entender o porque o país chegou aonde chegou, o porque o mundo é o que é, o porque somos país de terceiro mundo ainda, entre outras coisas.

Geografia - Aulas de Geografia são mais "fáceis" para aprender. Não digo por mim, mas o estudo da superfície da Terra é, na maioria dos humanos, auto-didático. Acho importante estudar Geografia, ainda mais numa época em que se fala muito em sustentabilidade e ambientalismo. Apesar disso creio que uma aula por semana já é o suficiente.

Ciências - Você já parou pra pensar em quantas das profissões atuais futuras está ligada diretamente às questões científicas? Primeiro precisamos saber a diferença de ciência e tecnologia. Agora olhe pra fora da janela. Olhe pro mundo. Veja quais as profissões que estão em alta. Quais têm maiores perspectivas de crescimento. A tecnologia dá um baile na ciência. Aprender só ciência não é suficiente! Para isso diminuiríamos as aulas de ciência para aplicar aula de tecnologia. (Tecnologia é a "trasnformação" da ciência em algo que possa ser "vendido" ao mercado. A ciência não é comercializada mas a tecnologia sim).

Inglês - Sou completamente a favor da globalização. Sou contra o "bairrismo" de achar que só porque é nacional temos que valorizar. Se lá fora fazem melhor, então valorizemos o que é feito lá fora ué. Chega de xenofobia. Vou dizer mais. Porque sempre dizem que brasileiro é criativo, mas os japoneses por exemplo que não são criativos são disciplinados ou que americanos são arrogantes?
Eu discordo! Não acho brasileiro nem um pouco criativo. É só ligar a TV. Filmes cada vez mais parecido com os americanos. Programas de TV completamente copiados dos Europeus e Americanos (reality-shows principalmente). Todos produtos que compramos têm tecnologia japonesa e eles que não são criativos, apenas disciplinados? Qual é o modelo de vida que os brasileiros queriam ter? E o modelo de cidade e urbanismo? Todos querem copiar os americanos e depois os arrogantes são eles?! Arrogancia é a nossa. Vamos parar com isso. Brasileiro não é criativo coisa nenhuma. Só é criativo para roubar, enganar, dar uma de malandro. E olha que eu ainda não falei de quando você liga o rádio, só músicas americanas. Isso porque as músicas brasileiras estão cada vez piores! E o carnaval? Nossa maior festa! Cadê a criatividade? Olha, desde que eu nasci, o carnaval é sempre a mesma coisa, não muda nada, absolutamente nada.
O que eu quero dizer é que devemos gostar do que vem de fora. Falo isso porque quando você fala em estudar inglês muitos falsos patriotas já vem dizer que isso deveria ser proibido. Acho que o direito dessas pessoas de falar deveria ser proibido. Então continuaremos a ensinar inglês nas escolas, uma aulinha por semana já é o suficiente, pois como eu já disse: A Inteligência é Interativa! O Inglês pode ser incorporado nas outras disciplinas e assim o seu aprendizado será constante.

Espanhol - Outro idioma importantíssimo. Mas aqui trago outra visão. Enquanto o inglês é um idioma universal, o espanhol está presente apenas na nossa região, nas três Americas. Então devemos saber pelo menos o básico se quisermos ter sucesso no nosso trabalho. Muitos pensam pequeno, mas se você tiver um negócio você vai querer vende-lo apenas aqui no Brasil? Ou fora do Brasil também? Saber se comunicar com outros clientes é essencial então devemos ensinar isso desde cedo para as crianças.

Redação - As vezes nos preocupamos em ensinar conceitos bem específicos para os alunos e nos esquecemos de ensinar a escrever e se comunicar com eficiência. As aulas de redação nos condiciona a defender um ponto de vista, contextualizar situações em que somos obrigados a tomar decisões com planejamento e estratégia, aprender o nosso idioma, até porque antes de aprender inglês ou espanhol devemos aprender o português. Para escrever bem é preciso ler bem. Muitos alunos não lêem bem. Eu não falo de travar na hora de ler ou gaguejar. Estou referindo à qualidade do que é lido. Se você está acostumado a ler textos mais cultos então irá escrever textos mais cultos e assim por diante. Outro lado bom da aula de redação é que o aluno será treinado a defender seu ponto de vista, persuadir, argumentar. Aprenderá narrar fatos e assim elaborar relatórios mais precisos nos seus futuros trabalhos.

Tecnologia - Já disse aqui que há uma diferença entre tecnologia e ciência. Partindo deste ponto, não tem como falar mais em inserir conteúdos sobre tecnologia nas salas de aula. Isso já deveria estar acontecendo... há muito tempo. Quando eu estava na escola ouvia muito os professores falar sobre os futuros postos de trabalho. Quando eles me desmotivavam a não ser aquilo que eu queria ser, como professor por exemplo (e olha que eles mesmos são professores, vai entender...) diziam que o desemprego aumentava muito em alguns setores por culpa da tecnologia. Ou seja, a tecnologia era ensinada como uma vilã do mercado de trabalho. Em contra-partida dessa história maluca criada pelos professores começavam a aparecer milhares de jovens "bem informados" e "digitalmente" incluído. Esses jovens ficaram ricos hoje com profissões que eram consideradas desacreditadas.
A questão não é ser professor ou engenheiro de computação. É ser o melhor naquilo que faz, bem informado, atualizado tecnologicamente. Hoje estar ligado a questões da tecnologia já não é um "plus" no curriculo. É um requisito mínimo para, talvez, ganhar uma entrevista. E a escola não ensina isso e continua no sistema arcáico da época de Cabral. Todos devem ter a noção de como transformar uma ciência nova em tecnologia para que possa lucrar com isso.

Informatica - De mão dada com a Tecnologia, as aulas de Informática também são indispensáveis a cada dia nas escolas. Hoje completamente tudo está informatizado. O mundo gira cada vez mais rápido. A margem de erro está cada vez mais invisível. Não temos mais tempo nem margem de erro para preencher planilhas ou relatórios manualmente com caneta esferográfica. Hoje temos que fazer tudo no computador. As aulas de informática básica já tem que ser ensinada na pré-escola. E dar mais ênfase na digitação também. Já que a escola se preocupa com o futuro dos alunos, ensine mais informática nas aulas com computadores mais modernos, pois o "mercado lá fora" é tudo automático e "informático".

Economia - O que me deixa mais nervoso em tudo isso que estou dizendo agora é o fato de olhar pras crianças e ver que elas não têm interesse nenhum por assuntos como Economia e Política. Falta incentivo! Economia é uma matéria de humanas, não é uma bixo de sete cabeça, simplifique! Oras, a Economia está presente na nossa vida o tempo todo. Porque nossa região é desenvolvida? Porque é difícil arrumar emprego? Porque minha profissão que sonho ter não está valorizada? Várias perguntas que estão na cabeça das crianças podem ser respondidas com a disciplina de Economia.
Ela é mais do que fundamental. É algo do nosso dia-a-dia. É a primeira da lista "Isso é importante pra mim?". Raízes quadradas, fórmula de Bháskara, ácidos ribonucleicos, romantismo, tudo isso sempre nos leva a questão: Pra que eu vou usar isso na vida? Já a Economia é 100% útil.

Política - Não confunda política com politicagem. Política, no sentido mais puro da palavra, significa tomar decisões em favor de uma sociedade em geral. No caso das escolas as crianças precisam aprender desde cedo a tomar decisões que favoreçam a sua comunidade em geral. Os alunos são metralhados por insinuações egoístas todos os dias. Você nunca ouviu na escola coisas sobre: "Isso é uma regra imposta, você deve obedecer". Ou "Hoje vamos aprender isso porque eu quero e eu sou o professor". Eu ouvia direto! Sempre fui um aluno "respondão". Aquele que questionava tudo mesmo. Oras, na vida "lá fora" como eles sempre dizem, se correr o bicho pega e se ficar o bicho come. Então você não pode simplesmente abaixar a cabeça e deixar que as pessoas influencie sua vida. Questione, argumente, brigue pelo interesse geral. Eu raramente ouvia um professor discutir o tema que a sala estava interessada em aprender. Era tudo imposto, sempre por uma pessoa. Aprendi na escola que você deve defender seus interesses e esquecer do próximo. Felizmente cheguei a idade da razão e me dei conta que tudo isso era besteira. Isso com uns 10 anos. Vamos ensinar as crianças a brigar pelos direitos de todos, do povo em geral. Não sou comunista nem socialista. Amo o capitalismo, mas defendo que todos têm o direito à brigar pela igualdade e a dar sua opinião, ser ouvido.

Dança - Queria deixar a "Dança" para o final, mas prefiro contar já. Para explicar o porque a dança deveria ser inserida como uma matéria obrigatória na escola, vou contar uma histórinha. Essa história foi contada pelo Professor Ken Robinson durante a TED Conference. (mais informações: www.ted.com)

Uma das características da inteligência é ser distinta. No momento, estou trabalhando em um livro chamado "Epifania", que é baseado numa série de entrevistas com pessoas sobre como descobriram seus talentos. Estou fascinado por como essas pessoas chegaram onde estão. E o gatilho de tudo foi uma conversa que tive com uma mulher maravilhosa de quem talvez a maioria nunca tenha ouvido falar. Ela se chama Gillian Lynne, já ouviram falar dela? Alguns ouviram. Ela é coreógrafa e todos conhecem seu trabalho. Ela trabalhou em "Cats" e "O Fantasma da Ópera", é maravilhosa.
Eu fazia parte do conselho do Royal Ballet, na Inglaterra. E Gillian e eu almoçamos juntos um dia. Aí perguntei: "Gillian, como você se tornou dançarina?" E ela respondeu que foi interessante, pois quando ela estava na escola não aprendia nada.
Aí a escola, nos anos 30, escreveu aos pais dela dizendo: "Achamos que Gillian tem dificuldade para aprender". Ela não conseguia se concentrar, ficava viajando. Ela foi ver um especialista, num escritório todo revestido de carvalho. Lá estava ela com sua mãe, e a puseram sentada numa cadeira no canto, onde ela ficou sentada, imóvel, por 20 minutos, enquanto esse médico conversava com sua mãe sobre todos os problemas que Gillian estava tendo na escola. E ao final de tudo, por ela estar incomodando os outros, seu dever de casa estava sempre atrasado, garotinha de 8 anos, e coisa e tal... Por fim, o médico sentou-se perto de Gillian e disse: "Gillian, eu ouvi todas essas coisas que sua mãe me contou, e agora preciso falar com ela em particular". E prosseguiu: "Espere aqui, já vamos voltar, não vamos demorar". Em seguida, a deixaram sozinha. Mas, enquanto saíam da sala, ele ligou o rádio que estava sobre sua mesa.
Uma vez fora da sala, ele disse à mãe dela: "Fique aí e observe-a". E mal eles haviam deixado a sala, contou-me, ela já estava de pé, movendo-se com a música. Eles a observaram por alguns minutos e ele voltou-se para a mãe dela, dizendo: "Sra. Lynne, Gillian não é doente; ela é dançarina". "Coloque-a numa escola de dança". Perguntei: "E o que aconteceu?" Ela respondeu: "Ela colocou". "Nem sei te dizer o quanto foi maravilhoso". "Andamos por essa sala cheia de gente igual a mim, gente que não parava quieta". "Gente que tinha de se mexer para pensar... tinha de se mexer para pensar".
Uns faziam balé, outros sapateado, outros jazz, uns dança moderna, outros dança contemporânea. Eventualmente, ela fez um teste para a Royal Ballet School, tornou-se uma solista e teve uma carreira maravilhosa na Royal Ballet. Ela se formou na Royal Ballet School, fundou sua própria companhia, a Gillian Lynne Dance Company, e conheceu Andrew Lloyd Weber. Ela foi responsável por algumas das mais bem-sucedidas produções teatrias musicais da história. Ela levou alegria a milhões de pessoas, e tornou-se multimilionária. Uma outra pessoa podia ter lhe receitado remédios e mandado ela se acalmar.
Agora, o que eu acho é o seguinte: Eu acredito que nossa única esperança para o futuro é adotar uma nova concepção de ecologia humana, no qual comecemos a reconstituir nossa concepção das riquezas da capacidade humana. Nosso sistema educacional tem pilhado nossas mentes da mesma forma que pilhamos a terra, em busca de certas matérias-primas, e no futuro isso de nada servirá. Temos que repensar os princípios fundamentais nos quais baseamos a educação de nossas crianças.



Teatro - Da mesma forma que foi falado brilhantemente acima, eu sempre achei que teatro é uma ferramenta especial de desenvolvimento pessoal. Se estamos preparando as crianças pro mundo real, então devemos desenvolve-las de modo que elas, por si só, enfrentem o mercado agressivo e vença todos os seus problemas. Gosto da frase do Benjamin Franklin que dizia: "O investimento na educação é o que paga os melhores juros". Invista em você mesmo! Você é o seu melhor ativo. O Teatro traz uma cesta cheia de benefícios: ensina falar bem em público, estimula o auto-conhecimento, desenvolve o processo co-criativo, desenvolve mecanismos de defesa, trabalha a timidez, desenvolve o convívio em grupo. O teatro cria condições para desenvolver o potencial emocional e afetivo das pessoas de maneira saudável, alegre e criativa. São tantas coisas que hoje em dia eu chego a dizer que uma escola de teatro é melhor que uma escola normal.

Pintura - Aulas de pintura proporcionam situações de contato e conhecimento do próprio corpo: sujar-se com a tinta, sentir sua temperatura, sua textura, pintar as mãos, tudo contribui para o desenvolvimento saudável da criança. A pintura tira o artista que você guarda dentro de você. As empresas hoje em dia estão cada vez mais iguais, os produtos cada vez mais parecidos e com o preço não é diferente. Nessa onda aparece a grande concorrência. E com a globalização, os concorrentes chegam do mais longe país possível e briga de igual pra igual com você. Por isso as empresas descobriram que pra vencer essa dura batalha ela precisa de "Inovação". Inovação vem de Criatividade. Criatividade não é ensinado nas escolas, sinto muito. Nada melhor do que ensinar criatividade com aulas de pintura.

Canto - Além dos benefícios em questão de qualidades e desenvolvimento, cantar faz muito bem a saúde dos alunos. Se você canta desde pequeno, provavalmente você não deve fumar nem beber. Sabia disso? Além disso a formação de coral estimula o trabalho em equipe. Num coral ninguém é estrela ou personagem principal. As vozes se completam. O resultado só é positivo se é em conjunto. Muitos alunos têm uma talento invejável para a música. Mas hoje em dia a lei número um das escolas é: Faça silêncio! Depois querem reclamar do nível das músicas que estão surgindo por aí... Vamos incentivar quem é cantor, desde pequeno!

Educação Física - 3 aulas de Educação Física por semana! Isso faz com que ela seja uma das duas matérias mais importantes a ser ensinado no ensino fundamental e médio. Movimente-se! Trabalhe seu corpo! Hoje vemos que cada vez mais a matéria de Educação Física está perdendo espaço para outras onde o aluno tem que ficar parado a aula toda. Pouca gente dá valor pra Educação Física. Acham que só tem que trabalhar a cabeça das crianças. E mais pra frente só um lado dela. Já percebeu? Depois que saímos da escola, e entramos na faculdade, somos induzidos a "especializar". Ou seja, escolha seu lado preferido do cérebro. Esquerdo ou direito? Agora vá se aprofundar. Vá se especializar! É isso que você ouve na faculdade. Não faça isso! Você já percebeu que eu não vou muito com a cara de alguns professores, mas os piores são os universitários. Eles se acham o máximo! Mas não são nada... Se acham o máximo porque faz parte de 0,1% da população nacional que fez doutorado ou mestrado. Se tirar um lado do cérebro deles, o que eles sabem fazer de bom? Nada! São completamente "descorporados". Assimétricos. Seu corpo só serve pra carregar a cabeça, pra mais nada. Então não siga esse caminho. Faça muito esporte e desenvolva habilidades com seu corpo por completo.

Dinheiro - A última matéria que eu deixei pra detalhar é pra mim a mais importante de todas. Sem muito enfeite, o nome dela seria "Dinheiro". Isso mesmo. "Qual é a aula de amanhã Juquinha?" "Amanhã temos aula de Dinheiro."
Você já deve ter visto muito isso na vida. Advogados, Engenheiros, Professores, Administradores, Enfermeiros... tudo endividado. Oras, mas eles não são formados? Não fazem parte da fatia de 3% dos diplomados no Brasil? Acontece que esqueceram de ensinar uma coisinha muito importante nas escolas...
Não adianta de nada tudo o que falei acima se você não souber lidar com dinheiro. Não adianta nada você ter a melhor escola, se desenvolver por completo, fazer tudo certinho, conseguir o melhor emprego, se você não souber algumas regrinhas básicas sobre dinheiro, que por mais incrível que pareça, muita gente não sabe. Alguém na escola já te falou algo sobre "Poupar e Investir"? Ou então sobre "Gaste menos do que você ganha"? Nunca me falaram isso... ainda bem que eu aprendi sozinho. E por mais doído que pareça é a verdade: se você não for curioso como eu fui e não for um pouco auto-didata, você terá sérios problemas financeiros no futuro. Ninguém na escola sabe o que é inflação, mas vive reclamando sobre os aumentos dos preços. Ninguém sabe que a mesada que ganha do pai pode te fazer aposentar rico ainda jovem. O mundo real ensina apenas duas coisas: Gastar e parcelar. Até os professores são assim, gastam mais do que ganham, então como posso cobrar deles que ensine o contrário? Infelizmente isso afeta milhões de brasileiros... Cerca de 95% da população não faz planejamento financeiro e não sabe lidar com dinheiro. Mesmo ganhando horrores, irá gastar horrores. A riqueza não é medida de acordo com o que você ganha, mas sim o quanto você acumula e multiplica. Robert Kyosaki já dizia: "Ricos compram ativos e pobres passivos, pensando que são ativos... se você quiser ser rico, compre ativos, essa é a única regra do jogo". Agora me diga qual escola ensina pras crianças a diferença de ativo e passivo? E olha que não tem nada de complicado nisso. Como já disse, mesmo se fosse complicado, tudo pode ser simplificado. Não canso de dizer que boa formação e boas notas não garantem o sucesso de ninguém.
O mundo mudou. A maioria dos jovens têm cartão de crédito, antes mesmo de concluir os estudos, e nunca tiveram aula de dinheiro, investimentos, juros, etc. São "Analfabetos financeiros", despreparados pra enfrentar o agressivo mundo das despesas. Infelizmente hoje, antes dessa mudança que eu proponho, fica na mão dos pais ensinar o que a escola não ensina aos filhos.


A escola do meu sonho é mais ou menos o que eu descrevi acima. Gostaria muito que essas mudanças acontecessem. Acredito muito na educação. Amo estudar e sei que o estudo é fundamental na vida de qualquer pessoa, em qualquer parte do mundo. Acontece que não podemos mais achar que o que se ensinava na escola a 200 anos atrás tem que ser ensinado hoje. Ninguém tem bola de cristal, mas uma coisa é certa: o mundo está mudando muito rápido e pra não ser atropelado e fazer com que o futuro do nosso país, as crianças, administrem bem esse futuro, que talvez nem chegamos a ver, temos duas escolhas: a da segurança, ou seja, continuar do jeito que está, ou a da inteligência.

E fica o recado pessoal: Se você é aluno, faça algo! Não espere a escola mudar não. Aliás, nem dê muito valor a ela. Hoje o mercado de trabalho está cada vez mais difícil mas não é por culpa das empresas não. É por culpa do sistema de ensino que não prepara as pessoas para a inovação.
Existem empregos ótimos sim te esperando. Acontece que já existem alguns jovens e adolescentes se preparando paralelamente à escola.
Infelizmente esse mundo certo e próspero é pra muita pouca gente. A tragédia toda é que a maioria das pessoas que estão desempregadas hoje tem um perfil de aluno que se satisfaz com o pouco que a escola o desenvolve.

O dilema é que não devemos mais pensar em colocar as nossas crianças na escola, pois todas já estão. Devemos trazer de volta os adultos pra escola. Mas antes disso, devemos mudar a escola pois a mesma escola que o adulto hoje se formou lá atrás, é a escola que ele irá voltar. Isso não pode acontecer.

Lembre-se então: O desafio do futuro é a capacidade inovadora!
E tente responder: Onde está isso nas escolas? Onde está as bases do empreendedorismo nas escolas? A escola está ensinando as crianças a gostarem de correr riscos? Pra perceber oportunidades? Pra amar trabalhar? Qual talento a escola está desenvolvendo em você?

Ela te desenvolve talentos como: comunicador, adaptável, carismático? Se ela desenvolvesse isso, tenho certeza que você terá trilhões de profissões à sua frente.

Gostaria de me aprofundar mais e mais nesse assunto, mas por enquanto vou continuar a sonhar mais. Eu posso sonhar... não é mesmo?
LEIA MAIS …

Declaração de Warren Buffett, um dos maiores investidores da história e o atual segundo homem mais rico do mundo, após receber duras críticas depois de alguns fracassos financeiros onde era rotulado como “velho investidor”, numa época que poucos acreditavam no seu sucesso. O texto fala sobre seu modelo de pensar e agir que ele chamava de “Placar Interno” – uma rigidez em relação a decisões financeiras que o inspirava desde sempre, que nunca o deixou fraquejar. Retirado do livro “A Bola de Neve”.


            “Eu me sentia como se estivesse de costas, com a Capela Sistina diante dos olhos e pintando livremente. Gosto quando as pessoas dizem: ‘Nossa, que pintura mais bonita!’ Mas eu sou o artista, e, quando alguém diz: ‘Por que você não usa mais vermelho, em vez de azul?’, é o fim. A pintura é minha. Não me importo com o que dizem sobre ela. Eu nunca vou termina-la. E essa é uma das melhores coisas a respeito dela.

         O que mais determina o comportamento das pessoas é o fato delas terem um Placar Interno ou um Placar Externo. Se alguém consegue ficar satisfeito com o seu Placar Interno, isso o ajuda. Sempre coloco a coisa da seguinte maneira: eu digo ‘Veja bem, o que você prefere: ser o melhor amante do mundo e saber que todos acham que você é o pior, ou ser o pior amante do mundo e saber que todos acham que você é o melhor?’ É ou não é uma pergunta interessante?

         Vou fazer outra. Se o mundo não pudesse ver seus resultados no papel, você preferiria ser considerado o maior investidor do mundo, mas de fato ter o pior histórico do planeta, ou ser considerado o pior investidor do mundo, quando, na verdade, é o melhor?

         Na educação dos filhos, acho que a lição que eles aprendem desde uma idade muito tenra é aquilo que seus pais dão importância. Se os pais se importam apenas com o que o mundo vai pensar e ignoram a maneira como o filho se comporta de fato, ele acaba desenvolvendo um Placar Externo. Meu pai não foi assim: ele era um cara 100% Placar Interno.

         Ele era um verdadeiro inconformista. Mas não por amor ao inconformismo. Ele simplesmente não se importava com o que os outros pensavam. Meu pai me ensinou como a vida deve ser. E eu nunca conheci ninguém como ele.”





Eu considero o Warren Buffett como um modelo a ser seguido, um verdadeiro mestre mesmo. Achei incrível esse texto onde ele fala sobre ser o que nós somos e não fazer apenas o que os outros acham que é certo.
LEIA MAIS …